« Home | O Cliente é a Estrela » | Beneficência » | Joy in the Journey » | What Difference Does Easter Make? » | The Judas We Never Knew » | Convite de Jesus » | Jesus à porta » | I Love Hospital Visitation » | Todo olho o verá: atitudes históricas quanto ao re... » | Poesia oferecida ao Rev. Eudoxio Santos » 

sábado, maio 13, 2006 

Eu tenho a Força

Eu Tenho a Força

Dez passos para liquidar o estresse.

Cena 1: Após planejar durante vários anos, finalmente você conseguiu abrir sua empresa. Nos primeiros meses você segurou a onda, lembrando-se de todos os conselhos e princípios que leu e ouviu. "Não espere lucro no primeiro ano." Porém, lá no fundo você tinha esperança de começar a encher o bolso. "O boi engorda sob os olhos do dono." O exemplar bovino parece desconhecer as teorias e continua em dieta, mesmo com você à frente dos negócios quinze horas por dia, seis dias por semana. Pra completar, a patroa extenuada ameaça: "Os negócios ou eu".

Cena 2: No ano passado você teve uma experiência mal-sucedida na ex-igreja que pastoreava. Felizmente, uma nova porta foi aberta e você está com todo o gás. Três visitas diárias aos membros da congregação, uma campanha especial a cada quinze dias, duas vigílias mensais, congresso de juventude, levantamento de fundos para comprar o terreno ao lado e... ufa, quatro cultos por semana. Depois de um jantar estranhamente silencioso, sua filha comunica que você vai ser vovô. O sonho antigo se concretizou, só que a garota tem apenas 16 anos.

Cena 3: O facão continua correndo solto na empresa, sob o pomposo nome de downsizing. Você confia em Deus, mas quer fazer a sua parte para garantir o emprego. Passa a levar trabalho para casa, após as treze horas diárias de expediente. Entrega o cargo na igreja e se dedica às atividades profissionais também no fim de semana. Como você não fuma, passa a se entupir de café, não caminha mais e, comendo compulsivamente, engorda nove quilos. Final da tarde de sexta-feira e seu chefe o chama. Suando frio, recebe a notícia: "Parabéns, você foi promovido e agora vai responder por dois departamentos".

O fator comum nos três cenários chama-se estresse. Ele é o vilão da hora na vida moderna. É difícil entabular um papinho com os amigos e alguém não soltar a frase conhecida: "Tô muito estressado!".

Na verdade, o problema não está nas circunstâncias do estressado. Está nele mesmo. Num mundo globalizado e altamente competitivo, é inevitável que o estresse seja presença recorrente.

Quando bem administrado e, claro, em pequenas doses, o estresse pode tornar-se aquela mola propulsora que diferencia os reativos dos pró-ativos. Ou seja, há o time dos que reagem às circunstâncias e também o dos que procuram manter o barco navegando no rumo correto.
Antes que pensem que vamos prescrever algo como "olhe-se no espelho e diga 'eu posso tudo'", esclarecemos que a recomendação maior está na epístola paulina aos filipenses. Quando temos um Pai que nos fortalece, nele podemos tudo.

Você está calvo de saber que Filipenses 4:13 é verdade e, ainda assim, está estressado. Ok, vamos desfiar algumas dicas e, ao contrário do que a sapiência loira apregoou, dar uma guinada de 180 graus. Vamos a elas.

1. Comece o dia com Deus - Os nomes variam: devocional, momento de comunhão, hora silenciosa etc. Por favor, esqueça as metas nesse minuto. Estipular que vai ler 27 páginas da Bíblia em 8 minutos e interceder por todos os problemas do mundo não vai adiantar. Já que você não quer fugir dos princípios de administração, esse tempo com Deus deve ter qualidade total.

2. Uma janela para o céu - Nada a ver com a experiência de Êutico, descrita em Atos. Pesquisa feita há alguns anos com 4.500 funcionários do Departamento de Energia dos Estados Unidos mostrou que as janelas possuem caráter terapêutico. Quem fica perto de janelas tem 23% menos queixas de dor nas costas, dor de cabeça e exaustão. Está cansado, olhe através da janela e relaxe um pouco.

3. Mexa-se - A vida sedentária é um passaporte rápido para o Paraíso. E sem check-in. Também não vale se estressar, estabelecendo metas impossíveis como perder oito quilos após o primeiro mês na academia. Escolha a atividade física mais apropriada e transforme-a em momentos de prazer. A sua produtividade no trabalho vai melhorar na mesma proporção da qualidade de vida que vai obter.

4. Planejar-se é preciso - Olhe para a sua mesa e examine a sua agenda. Se você sequer possui um planejamento e confia no seu feeling, está numa nau sem rumo. Agora, sim, é hora de estabelecer metas em todos as áreas, a curto, médio e longo prazo. Nos primeiros momentos do trabalho, liste as atividades que pretende desenvolver durante o dia e... mãos à obra.

5. Concentre-se - Lembra-se da história das raposinhas? Há várias delas que nos roubam o tempo durante o dia. "Estar 100% disponível" é um mito que vai minar sua resistência. Se está ocupado, retorne a ligação em seguida. Ao desviar sua atenção, você não retornará ao ponto em que estava e seu trabalho perderá qualidade. Quem faz tudo ao mesmo tempo, provavelmente fará tudo malfeito.

6. Sagrada refeição - Segundo uma pesquisadora do MIT (Massachussets Institute of Technology) que estudou os efeitos da comida no humor das pessoas, existem algumas regras importantes. Evite alimentos energéticos no almoço (arroz, massas, batatas, pão etc.), se não quiser pescar robalo (cochilar) na mesa de trabalho. Opte por proteínas e vegetais, dispensando gordura e frituras.

7. Até amanhã, chefe - Antigamente, fazer hora extra era sinal de dedicação. Hoje, transformou-se em sinônimo de incompetência. Ou você está com tarefas além de sua capacidade ou não consegue estabelecer prioridades. Cultuado nos anos 80, o workaholic (viciado em trabalho) hoje é desprezado pelas grandes empresas. Para alguns, o escritório pode tornar-se a rota de fuga do lar. Diga não!

8. Divirta-se - Uma reportagem recente mostrou que os hobbies têm importância na hora de contratar um profissional. A análise do candidato não se resume mais ao binômio experiência anterior + formação acadêmica. O que você faz nas suas horas livres fornece dados importantes sobre seu caráter e personalidade. Reserve momentos para lazer com a família. Sem culpa.

9. Santifique-se - Cumé quié? Não entendi! Está certo. Mais uma vez: santifique-se. A vida longe dos princípios que você professa traz desconforto e estresse. O pecado sempre carrega à tiracolo a culpa, companheira indesejável e fonte de grandes cargas de estresse. Releia os Salmos que Davi escreveu após ter pecado e veja as conseqüências físicas. Em contrapartida, o perdão de Deus é revigorante.

10. Confie em Deus - Jesus disse que a ansiedade nada pode acrescentar de positivo para nós. Nossa existência é demasiadamente breve para nos arriscarmos no timão. A Bíblia diz que aquele que se agrada do Senhor terá os desejos do coração satisfeitos. Troque a ansiedade e o estresse pela intimidade com o Pai. Como salmista, regozije-se dizendo: "O Senhor é a minha força".

Eude Martins e Sérgio Pavarini

oi pai!!!!
muito bom esta matéria!!!
te amo!! beijos

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link